REVISTAS

Histórico sobre a Coleção das Revistas

O primeiro fascículo ou número do volume I da Revista do Instituto Archeológico e Geográfico Alagoano, composto de 32 páginas, saiu em 2 de dezembro de 1872, dos prelos da Typologia do Jornal das Alagoas, localizada na Praça D. Pedro II, como vinha grafado na capa do aludido número.

Dentre as melhores fases da publicação que tem atualmente o nome de Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, é de salientar-se as de as de Dias Cabral, Craveiro Costa e Abelardo Duarte, que exerceram o cargo de Secretário Perpétuo. Como outras revistas do mesmo gênero, atravessou períodos de abatimento, fases em que usando a expressão de Oliveira Lima, relativamente à publicação semelhante outro Instituto, viu-se “abarrotada de discursos indigestos e irritantes”, ou foi veiculo de divulgação de estudos interessantes, mas não de caráter histórico ou geográfico, e até mesmo alguns de escasso valor.

Entretanto, durante toda sua existência de mais de um século, quando teve três diferentes denominações, Revista do Instituto Archeológico e Geográfico Alagoano, de 1872 a 1931, mudada para Revista do Instituto Histórico de Alagoas, em 1932, e finalmente, a partir de 1972, o nome atual Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, o mais antigo órgão da imprensa alagoana em circulação divulgou documentos de interesse para a nossa História e trabalhos de apreço acerca de vultos e fatos de Alagoas, frutos de pesquisas de sócios, entre os quais, para falarmos apenas nos mortos, Adriano Jorge, Alfredo Brandão, Barbosa Júnior, Craveiro Costa, Félix Lima Júnior, Francisco Izidoro, Jayme de Altavila (Anfilófio Jayme de Altavila Melo), João Severiano da Fonseca, José Alexandre Passos, Joaquim Diégues Leite e Oiticica, Manoel Claudino de Arroxelas Jaime, Mário de Carvalho Lima, Moreno Brandão, Nicodemos Jobim, Olimpio Euzébio de Arroxelas Galvão, Paulo Silveira, Pedro Paulino da Fonseca, Raul Lima, Serzedelo de Barros Correia, Théo Brandão e Wenceslau de Almeida.

Durante seus anos de publicação, a secular revista do nosso Instituto foi sucessivamente impressa em diversos estabelecimentos gráficos: Typ. de T. de Menezes & Filho; Typ. Commercial; Officinas da Livraria Machado; Of. Graf. Orfanato S. Domingos; Imprensa Oficial e SERGASA (Serviços Gráficos de Alagoas S/A) e atualmente Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

  • Bibliografia Analítica

Primeira edição de 1999, a Bibliografia Analítica das Revistas do Instituto só foi possível devido a um convênio do Instituto com a Fundação Casa do Penedo através de seu presidente e sócio benemérito do IHGAL, Dr. Francisco Alberto Sales que publicou o referido trabalho do também sócio do IHGAL e folclorista alagoano, Prof. José Maria Tenório Rocha, o qual levantou todos os trabalhos da Revista desde 1872. Em 2010 através de convênio com a Secretaria do Gabinete Civil, foi lançada a 2ª edição revisada e atualizada da Bibliografia Analítica, a qual ficou a cargo de estagiárias do Curso de História da Universidade Federal de Alagoas.